Deficiência Intelectual

Segundo a Associação Americana de Deficiência Mental (AAMR) e o Manual Diagnóstico e Estatístico de Transtornos Mentais (DSM-IV), “ Deficiência Intelectual ou Deficiência Mental (DM – como não é mais chamada) é o estado de redução notável do funcionamento intelectual, significativamente abaixo da média, oriundo no período de desenvolvimento (antes dos 18 anos), e associado as limitações de pelo menos dois aspectos do funcionamento adaptativo ou da capacidade do indivíduo em responder adequadamente as demandas da sociedade em comunicação, cuidados pessoais, competências domésticas, habilidades sociais, utilização dos recursos comunitários, autonomia, saúde e segurança, aptidões escolares, lazer e trabalho.”

A Deficiência Intelectual pode ocorrer em 3 fases: pré-natal, peri-natal e pós-natal.

Pré-natal

Nesta fase, os fatores de risco podem ocorrer desde o momento da concepção do bebê até o início do trabalho de parto.

Fatores Genéticos:

  • Alterações Cromossômicas – Podem causar algumas Síndromes, tais como: Síndrome de Down, Síndrome do X Frágil, Síndrome de Rett, dentre outras.
  • Erros Inatos do Metabolismo – Podem causar Hipotireoidismo Congênito, Fenilcetonúria, dentre outros.

Outros Fatores:

  • Doenças maternas crônicas ou gestacionais, como diabetes, hipertensão, dentre outras.
  • Doenças infecciosas na mãe, como por exemplo: sífilis, toxoplasmose, rubéola, citomegalovírus.
  • Desnutrição materna
  • Tabagismo, alcoolismo, consumo de drogas, uso de medicamentos que podem provocar danos no bebê em formação.

Perinatal

 Nesta fase, os fatores de risco podem ocorrer no início do trabalho de parto até o 30º dia de vida do bebê.

  • Oxigenação cerebral insuficiente no bebê (hipóxia, anóxia)
  • Prematuridade e baixo peso
  • Icterícia grave

Pós-Natais

 Nesta fase, os fatores de risco podem ocorrer do 30º dia de vida do bebê até o final da adolescência.

  • Desnutrição, desidratação grave, carência de estimulação global.
  • Infecções, como sarampo e meningites.
  • Intoxicações exógenas: envenenamento provocado por medicamentos, produtos de limpeza, inseticidas, produtos químicos, dentre outros.
  • Acidentes: afogamento, quedas, asfixia, trânsito, choque elétrico, dentre outros.

Existe cura?

É importante ressaltar que a Deficiência Intelectual não é uma doença, mas uma limitação, desta forma não podemos falar em cura, mas em acompanhamento médico e terapêutico. A limitação poderá ser em menor ou maior grau, de acordo com a gravidade do caso e dos tratamentos oferecidos. Os acompanhamentos são fundamentais para que o paciente possa desenvolver-se em suas potencialidades, auxiliando em sua habilitação e reabilitação conforme suas necessidades. Este apoio favorece o bem estar, melhora na qualidade de vida, proporcionando maior autonomia, exercício da cidadania, favorecendo sua inclusão social.